Oi Futuro http://www.oifuturo.org.br/custom-feeds/eventos-novo/ Feed RSS PT-BR Copyright Fri, 23 Jun 17 20:17:00 +0000 Oi Futuro Fri, 23 Jun 17 18:24:17 +0000 Fri, 23 Jun 17 18:24:17 +0000 Oi Futuro http://www.oifuturo.org.br/wp-content/themes/oifuturo/images/rss.png http://www.oifuturo.org.br/custom-feeds/eventos-novo/ <![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[MAKURU – UM MUSICAL DE NINAR]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 Texto e Direção: José Mauro Brant Direção Musical, Música Original e Arranjos: Tim Rescala Elenco: Ester Elias, Janaína Azevedo, José Mauro Brant e Lilian Valeska (atriz convidada) Músicos: Sofia Ceccato (flauta), Débora Cheyne (viola), Cássia Menezes (violoncelo) e Tibor Fittel (acordeon) Um mergulho no universo das cantigas de ninar, misturando as tradicionais e as inventadas, reunidas em um sofisticado musical infantil. No palco, quatro atores cantores conduzem o espetáculo e evocam imagens poéticas, numa sutil dramaturgia feita de canções. Completam o elenco um conjunto de quatro músicos: viola, violoncelo, flauta e acordeom. O ponto de partida gira em torno de um pequeno núcleo familiar: pai, mãe, avó e babá. Às voltas com o desafio de adormecer uma criança, o menino Makuru, a família não sabe que em cima do telhado vivem seres estranhos. A peça versa sobre a importância da memória na construção da nossa identidade, renovando as tradicionais cantigas de ninar e resgatando o valor do afeto nas relações familiares. De 24 de junho a 27 de agosto Sábado e domingo, 16h | Nível 7 Entrada: R$ 20,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/Makuru-4034-final.jpg <![CDATA[NAM JUNE PAIK]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13853 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13853 Curadoria: Marco Peirini A exposição apresenta trabalhos do artista sul coreano Nam June Paik (1932-2006), pioneiro mundial da videoarte e um dos nomes centrais do pensamento visual associado à tecnologia de ponta de sua época (anos 1960). Paik participou do importante movimento Fluxus, influenciou decisivamente a linguagem dos videoclipes e trabalhou com nomes de destaque como John Cage, Salvador Dalí, Laurie Anderson, Joseph Beuys e Merce Cunningham. As 15 peças selecionadas para a exposição de Paik no Oi Futuro fazem um percurso pela criatividade do artista que procura ilustrar o casamento entre a estabilidade de certos materiais e a mobilidade eletrônica de tantos outros. A mostra reúne esculturas, robôs e vídeo-instalações que ora são obras totalmente contemplativas, ora objetos que sugerem a experimentação, por envolver o observador de maneira polissensorial. E, nesse sentido, o visitante não se coloca mais de frente para obra, mas dentro dela, numa espécie de realidade tridimensional.   De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Térreo e Níveis 2, 4 e 5 Entrada franca | Classificação etária: livre  ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/NAM-JUNE-PAIK.jpg <![CDATA[ALFABETO | PAULO VIVACQUA ]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13855 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13855 De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Projeto Tech_Nô Entrada franca | Classificação etária: livre  ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/paulo-vilacqua.png <![CDATA[CAO GUIMARÃES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13856 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13856 De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Grande Campo Entrada franca | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/06/mockup1_cao_vr2.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[TEATRO EM MOVIMENTO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13857 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13857 ESPETÁCULO “DANAÇÃO” (MG) Texto: Raysner de Paula Direção: Marcelo Castro (Grupo Espanca) e Mariana Maioline Elenco: Eduardo Moreira (Grupo Galpão de Belo Horizonte - MG) Neste espetáculo mineiro, um homem, diante de uma plateia, narra memórias do tempo em que viveu dentro do coração de uma mulher: chegou nesse lugar despencando e lá conviveu com uma menina, que se escondia da morte. Este é o mote de "Danação”,  uma prosa poética que evoca imagens e metáforas para criar o percurso narrado por esse homem, num fluxo descontínuo: em cena, além de dar corpo de voz a todos os personagens dessa fábula, o homem percorre diversos caminhos para contar sua história, como quem arma um jogo de quebra-cabeça com suas lembranças. Dias 27 e 28  de junho Segunda, terça e quarta, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/teatro-em-movimento.jpg <![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[MAKURU – UM MUSICAL DE NINAR]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 Texto e Direção: José Mauro Brant Direção Musical, Música Original e Arranjos: Tim Rescala Elenco: Ester Elias, Janaína Azevedo, José Mauro Brant e Lilian Valeska (atriz convidada) Músicos: Sofia Ceccato (flauta), Débora Cheyne (viola), Cássia Menezes (violoncelo) e Tibor Fittel (acordeon) Um mergulho no universo das cantigas de ninar, misturando as tradicionais e as inventadas, reunidas em um sofisticado musical infantil. No palco, quatro atores cantores conduzem o espetáculo e evocam imagens poéticas, numa sutil dramaturgia feita de canções. Completam o elenco um conjunto de quatro músicos: viola, violoncelo, flauta e acordeom. O ponto de partida gira em torno de um pequeno núcleo familiar: pai, mãe, avó e babá. Às voltas com o desafio de adormecer uma criança, o menino Makuru, a família não sabe que em cima do telhado vivem seres estranhos. A peça versa sobre a importância da memória na construção da nossa identidade, renovando as tradicionais cantigas de ninar e resgatando o valor do afeto nas relações familiares. De 24 de junho a 27 de agosto Sábado e domingo, 16h | Nível 7 Entrada: R$ 20,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/Makuru-4034-final.jpg <![CDATA[NAM JUNE PAIK]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13853 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13853 Curadoria: Marco Peirini A exposição apresenta trabalhos do artista sul coreano Nam June Paik (1932-2006), pioneiro mundial da videoarte e um dos nomes centrais do pensamento visual associado à tecnologia de ponta de sua época (anos 1960). Paik participou do importante movimento Fluxus, influenciou decisivamente a linguagem dos videoclipes e trabalhou com nomes de destaque como John Cage, Salvador Dalí, Laurie Anderson, Joseph Beuys e Merce Cunningham. As 15 peças selecionadas para a exposição de Paik no Oi Futuro fazem um percurso pela criatividade do artista que procura ilustrar o casamento entre a estabilidade de certos materiais e a mobilidade eletrônica de tantos outros. A mostra reúne esculturas, robôs e vídeo-instalações que ora são obras totalmente contemplativas, ora objetos que sugerem a experimentação, por envolver o observador de maneira polissensorial. E, nesse sentido, o visitante não se coloca mais de frente para obra, mas dentro dela, numa espécie de realidade tridimensional.   De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Térreo e Níveis 2, 4 e 5 Entrada franca | Classificação etária: livre  ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/NAM-JUNE-PAIK.jpg <![CDATA[ALFABETO | PAULO VIVACQUA ]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13855 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13855 De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Projeto Tech_Nô Entrada franca | Classificação etária: livre  ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/paulo-vilacqua.png <![CDATA[CAO GUIMARÃES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13856 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13856 De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Grande Campo Entrada franca | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/06/mockup1_cao_vr2.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[TEATRO EM MOVIMENTO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13857 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13857 ESPETÁCULO “DANAÇÃO” (MG) Texto: Raysner de Paula Direção: Marcelo Castro (Grupo Espanca) e Mariana Maioline Elenco: Eduardo Moreira (Grupo Galpão de Belo Horizonte - MG) Neste espetáculo mineiro, um homem, diante de uma plateia, narra memórias do tempo em que viveu dentro do coração de uma mulher: chegou nesse lugar despencando e lá conviveu com uma menina, que se escondia da morte. Este é o mote de "Danação”,  uma prosa poética que evoca imagens e metáforas para criar o percurso narrado por esse homem, num fluxo descontínuo: em cena, além de dar corpo de voz a todos os personagens dessa fábula, o homem percorre diversos caminhos para contar sua história, como quem arma um jogo de quebra-cabeça com suas lembranças. Dias 27 e 28  de junho Segunda, terça e quarta, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/teatro-em-movimento.jpg <![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[MAKURU – UM MUSICAL DE NINAR]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 Texto e Direção: José Mauro Brant Direção Musical, Música Original e Arranjos: Tim Rescala Elenco: Ester Elias, Janaína Azevedo, José Mauro Brant e Lilian Valeska (atriz convidada) Músicos: Sofia Ceccato (flauta), Débora Cheyne (viola), Cássia Menezes (violoncelo) e Tibor Fittel (acordeon) Um mergulho no universo das cantigas de ninar, misturando as tradicionais e as inventadas, reunidas em um sofisticado musical infantil. No palco, quatro atores cantores conduzem o espetáculo e evocam imagens poéticas, numa sutil dramaturgia feita de canções. Completam o elenco um conjunto de quatro músicos: viola, violoncelo, flauta e acordeom. O ponto de partida gira em torno de um pequeno núcleo familiar: pai, mãe, avó e babá. Às voltas com o desafio de adormecer uma criança, o menino Makuru, a família não sabe que em cima do telhado vivem seres estranhos. A peça versa sobre a importância da memória na construção da nossa identidade, renovando as tradicionais cantigas de ninar e resgatando o valor do afeto nas relações familiares. De 24 de junho a 27 de agosto Sábado e domingo, 16h | Nível 7 Entrada: R$ 20,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/Makuru-4034-final.jpg <![CDATA[NAM JUNE PAIK]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13853 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13853 Curadoria: Marco Peirini A exposição apresenta trabalhos do artista sul coreano Nam June Paik (1932-2006), pioneiro mundial da videoarte e um dos nomes centrais do pensamento visual associado à tecnologia de ponta de sua época (anos 1960). Paik participou do importante movimento Fluxus, influenciou decisivamente a linguagem dos videoclipes e trabalhou com nomes de destaque como John Cage, Salvador Dalí, Laurie Anderson, Joseph Beuys e Merce Cunningham. As 15 peças selecionadas para a exposição de Paik no Oi Futuro fazem um percurso pela criatividade do artista que procura ilustrar o casamento entre a estabilidade de certos materiais e a mobilidade eletrônica de tantos outros. A mostra reúne esculturas, robôs e vídeo-instalações que ora são obras totalmente contemplativas, ora objetos que sugerem a experimentação, por envolver o observador de maneira polissensorial. E, nesse sentido, o visitante não se coloca mais de frente para obra, mas dentro dela, numa espécie de realidade tridimensional.   De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Térreo e Níveis 2, 4 e 5 Entrada franca | Classificação etária: livre  ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/NAM-JUNE-PAIK.jpg <![CDATA[ALFABETO | PAULO VIVACQUA ]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13855 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13855 De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Projeto Tech_Nô Entrada franca | Classificação etária: livre  ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/paulo-vilacqua.png <![CDATA[CAO GUIMARÃES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13856 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13856 De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Grande Campo Entrada franca | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/06/mockup1_cao_vr2.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[TEATRO EM MOVIMENTO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13857 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13857 ESPETÁCULO “DANAÇÃO” (MG) Texto: Raysner de Paula Direção: Marcelo Castro (Grupo Espanca) e Mariana Maioline Elenco: Eduardo Moreira (Grupo Galpão de Belo Horizonte - MG) Neste espetáculo mineiro, um homem, diante de uma plateia, narra memórias do tempo em que viveu dentro do coração de uma mulher: chegou nesse lugar despencando e lá conviveu com uma menina, que se escondia da morte. Este é o mote de "Danação”,  uma prosa poética que evoca imagens e metáforas para criar o percurso narrado por esse homem, num fluxo descontínuo: em cena, além de dar corpo de voz a todos os personagens dessa fábula, o homem percorre diversos caminhos para contar sua história, como quem arma um jogo de quebra-cabeça com suas lembranças. Dias 27 e 28  de junho Segunda, terça e quarta, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/teatro-em-movimento.jpg <![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[MAKURU – UM MUSICAL DE NINAR]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 Texto e Direção: José Mauro Brant Direção Musical, Música Original e Arranjos: Tim Rescala Elenco: Ester Elias, Janaína Azevedo, José Mauro Brant e Lilian Valeska (atriz convidada) Músicos: Sofia Ceccato (flauta), Débora Cheyne (viola), Cássia Menezes (violoncelo) e Tibor Fittel (acordeon) Um mergulho no universo das cantigas de ninar, misturando as tradicionais e as inventadas, reunidas em um sofisticado musical infantil. No palco, quatro atores cantores conduzem o espetáculo e evocam imagens poéticas, numa sutil dramaturgia feita de canções. Completam o elenco um conjunto de quatro músicos: viola, violoncelo, flauta e acordeom. O ponto de partida gira em torno de um pequeno núcleo familiar: pai, mãe, avó e babá. Às voltas com o desafio de adormecer uma criança, o menino Makuru, a família não sabe que em cima do telhado vivem seres estranhos. A peça versa sobre a importância da memória na construção da nossa identidade, renovando as tradicionais cantigas de ninar e resgatando o valor do afeto nas relações familiares. De 24 de junho a 27 de agosto Sábado e domingo, 16h | Nível 7 Entrada: R$ 20,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/Makuru-4034-final.jpg <![CDATA[NAM JUNE PAIK]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13853 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13853 Curadoria: Marco Peirini A exposição apresenta trabalhos do artista sul coreano Nam June Paik (1932-2006), pioneiro mundial da videoarte e um dos nomes centrais do pensamento visual associado à tecnologia de ponta de sua época (anos 1960). Paik participou do importante movimento Fluxus, influenciou decisivamente a linguagem dos videoclipes e trabalhou com nomes de destaque como John Cage, Salvador Dalí, Laurie Anderson, Joseph Beuys e Merce Cunningham. As 15 peças selecionadas para a exposição de Paik no Oi Futuro fazem um percurso pela criatividade do artista que procura ilustrar o casamento entre a estabilidade de certos materiais e a mobilidade eletrônica de tantos outros. A mostra reúne esculturas, robôs e vídeo-instalações que ora são obras totalmente contemplativas, ora objetos que sugerem a experimentação, por envolver o observador de maneira polissensorial. E, nesse sentido, o visitante não se coloca mais de frente para obra, mas dentro dela, numa espécie de realidade tridimensional.   De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Térreo e Níveis 2, 4 e 5 Entrada franca | Classificação etária: livre  ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/NAM-JUNE-PAIK.jpg <![CDATA[ALFABETO | PAULO VIVACQUA ]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13855 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13855 De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Projeto Tech_Nô Entrada franca | Classificação etária: livre  ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/paulo-vilacqua.png <![CDATA[CAO GUIMARÃES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13856 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13856 De 27 de junho a 27 de agosto Terça a domingo, das 11h às 20h | Grande Campo Entrada franca | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/06/mockup1_cao_vr2.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[MAKURU – UM MUSICAL DE NINAR]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 Texto e Direção: José Mauro Brant Direção Musical, Música Original e Arranjos: Tim Rescala Elenco: Ester Elias, Janaína Azevedo, José Mauro Brant e Lilian Valeska (atriz convidada) Músicos: Sofia Ceccato (flauta), Débora Cheyne (viola), Cássia Menezes (violoncelo) e Tibor Fittel (acordeon) Um mergulho no universo das cantigas de ninar, misturando as tradicionais e as inventadas, reunidas em um sofisticado musical infantil. No palco, quatro atores cantores conduzem o espetáculo e evocam imagens poéticas, numa sutil dramaturgia feita de canções. Completam o elenco um conjunto de quatro músicos: viola, violoncelo, flauta e acordeom. O ponto de partida gira em torno de um pequeno núcleo familiar: pai, mãe, avó e babá. Às voltas com o desafio de adormecer uma criança, o menino Makuru, a família não sabe que em cima do telhado vivem seres estranhos. A peça versa sobre a importância da memória na construção da nossa identidade, renovando as tradicionais cantigas de ninar e resgatando o valor do afeto nas relações familiares. De 24 de junho a 27 de agosto Sábado e domingo, 16h | Nível 7 Entrada: R$ 20,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/Makuru-4034-final.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[MAKURU – UM MUSICAL DE NINAR]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 Texto e Direção: José Mauro Brant Direção Musical, Música Original e Arranjos: Tim Rescala Elenco: Ester Elias, Janaína Azevedo, José Mauro Brant e Lilian Valeska (atriz convidada) Músicos: Sofia Ceccato (flauta), Débora Cheyne (viola), Cássia Menezes (violoncelo) e Tibor Fittel (acordeon) Um mergulho no universo das cantigas de ninar, misturando as tradicionais e as inventadas, reunidas em um sofisticado musical infantil. No palco, quatro atores cantores conduzem o espetáculo e evocam imagens poéticas, numa sutil dramaturgia feita de canções. Completam o elenco um conjunto de quatro músicos: viola, violoncelo, flauta e acordeom. O ponto de partida gira em torno de um pequeno núcleo familiar: pai, mãe, avó e babá. Às voltas com o desafio de adormecer uma criança, o menino Makuru, a família não sabe que em cima do telhado vivem seres estranhos. A peça versa sobre a importância da memória na construção da nossa identidade, renovando as tradicionais cantigas de ninar e resgatando o valor do afeto nas relações familiares. De 24 de junho a 27 de agosto Sábado e domingo, 16h | Nível 7 Entrada: R$ 20,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/Makuru-4034-final.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[CENAS DE PALHAÇO ESPECIAL PARA BEBÊS COM DONA PEITOLA]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13872 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13872 Dia 24 de junho, sábado, 10h | Nível 6 * Inscrição prévia pelo e-mail programaeducativo.oifuturo@gmail.com]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/05/palhaça-peitola-e1449060602769.png <![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[GABINETE DE CURIOSIDADES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13871 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13871 Dia 24 de junho, sábado, 15h | Nível 6 Público: Família (até 20 participantes) ]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/11/1612GabinetedeCuriosidades.jpg <![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[MAKURU – UM MUSICAL DE NINAR]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13860 Texto e Direção: José Mauro Brant Direção Musical, Música Original e Arranjos: Tim Rescala Elenco: Ester Elias, Janaína Azevedo, José Mauro Brant e Lilian Valeska (atriz convidada) Músicos: Sofia Ceccato (flauta), Débora Cheyne (viola), Cássia Menezes (violoncelo) e Tibor Fittel (acordeon) Um mergulho no universo das cantigas de ninar, misturando as tradicionais e as inventadas, reunidas em um sofisticado musical infantil. No palco, quatro atores cantores conduzem o espetáculo e evocam imagens poéticas, numa sutil dramaturgia feita de canções. Completam o elenco um conjunto de quatro músicos: viola, violoncelo, flauta e acordeom. O ponto de partida gira em torno de um pequeno núcleo familiar: pai, mãe, avó e babá. Às voltas com o desafio de adormecer uma criança, o menino Makuru, a família não sabe que em cima do telhado vivem seres estranhos. A peça versa sobre a importância da memória na construção da nossa identidade, renovando as tradicionais cantigas de ninar e resgatando o valor do afeto nas relações familiares. De 24 de junho a 27 de agosto Sábado e domingo, 16h | Nível 7 Entrada: R$ 20,00 | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/Makuru-4034-final.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[HASHTAG (#) NA MÁQUINA DE ESCREVER – HIPERLINK 10 ANOS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=14193 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=14193 Dia 29 de julho, sábado, 15h | Térreo Público: Família *Até 20 participantes]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/06/imperial.jpg <![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[LANÇAMENTO: NOVO SITE DA MEMÓRIA MUSICAL BRASILEIRA]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13862 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13862 Dia 21 de junho, quarta-feira, 19h | Térreo Entrada franca | Classificação etária: livre]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/immub.jpg <![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[CINEMA NO PÁTIO]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13864 CINEMA NO PÁTIO MOSTRA OLHARES SOBRE O REFÚGIO A Mostra de documentários é uma parceria da ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) com o Oi Futuro, como parte das ações da ACNUR relacionadas ao Dia Mundial do Refugiado, celebrado em dia 20 de junho.

Programação dos filmes:

Dia 6: “Exodus - De onde eu vim não existe mais” Direção: Hank Levine – Brasil/Alemanha (2016) – 105min As jornadas de seis refugiados: Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, onde mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. "Bem Vindo ao Canadá" Direção: Adam Loften e Mary Fowles. 19 min. Canada, 2016. Documentário Este curta-metragem conta a história de Mohammed Alsaleh, um jovem refugiado sírio que vive no Canadá desde 2014. Depois de ter sido preso e torturado, Mohammed busca reconstruir a sua vida no Canadá. Ele aconselha famílias sírias recém-chegadas pela mesma ONG de Vancouver que o ajudou durante seu próprio processo de acolhida no país. Como Mohammed, essas famílias deixaram seus entes queridos para trás e estão se esforçando para se adaptar a uma nova terra, encontrando resiliência e esperança para um novo começo (www.shortoftheweek.com/2016/12/03/welcome-to-canada). Dia 13: “Era o Hotel Cambridge” Direção: Eliane Caffé – Brasil (2017) – 93min Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Dia 20: “Estou com a esposa” Direção: Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry -  Itália/Palestina (2014) – 89min Poeta palestino e um jornalista italiano conhecem um grupo de sí­rios e palestinos em Milão, que entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa com o objetivo de escapar da guerra na Síria. Eles decidem ajudar os refugiados a completarem sua jornada rumo à Suécia por meio de um casamento arranjado e evitar que sejam presos como traficantes. Inspirado em fatos reais. Dia 27: “A casa de Lúcia” (inédito) Direção: João Marcelo e Lucia Luz - Brasil (2017) – 70min Lucia deixou a Síria às pressas com a família de seu marido. Vivendo em condição de refúgio no Brasil há dois anos, uma viagem inesperada a leva ao reencontro de seus pais e irmãos, que moram no Kuwait. Terças-feiras, 19h | Pátio *Nos dias 13 e 27 de junho, haverá debate após a sessão.]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/05/acasadelucia_10.jpeg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg
<![CDATA[MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13137 De terça a domingo, das 11h às 17h Entrada franca Classificação etária: livre

VISITAS MEDIADAS PARA GRUPOS

Exploram o acervo de forma participativa, compartilhando o fascínio que a comunicação e a tecnologia exercem sobre cada um de nós. Terça a sexta, entre 10h e 15h, sábado, 11h Agendamento prévio pelo email programaeducativo.oifuturo@gmail.com

 

 ]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Museu1.jpg
<![CDATA[JANIS]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=13711 Dramaturgia: Diogo Liberano Direção: Sergio Módena Idealização e elenco: Carol Fazu Direção Musical: Ricco Viana Músicos: Antônio Van Ahn (teclado), Arthur Martau (guitarra), Eduardo Rorato (bateria), Marcelo Muller (baixo) e Marcelo Cebukin (sax) Neste monólogo musical, a atriz e cantora brasiliense Carol Fazu mostra um pouco da vida e obra da cantora Janis Joplin, artista que ficou conhecida pela irreverência e voz marcante nos anos 1960, e que morreu em 1970, aos 27 anos. Na trama, temas como fama, perda, sucesso, família e solidão. Carol vem acompanhada de cinco músicos e interpreta as histórias permeadas por 14 canções, como “Cry Baby”, “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bob McGee”, “Piece of my Heart”, “Mover Over”, “Mercedez Benz”, “Tell Mama”  e “Try (Just a Little Bit Harder)”. De 26 de maio a 16 de julho Quinta a domingo, 20h | Nível 7 Entrada: R$ 30,00 | Classificação etária: 16 anos]]> http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2017/04/JANIS.jpg <![CDATA[CAFÉ BARONI]]> http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 http://www.oifuturo.org.br/?post_type=event&p=9392 Terça a domingo, das 11h às 20h.

Devido a problemas técnicos, o elevador está  operando com capacidade reduzida. A prioridade é para terceira idade e pessoas com deficiência.

Desculpe-nos o transtorno.

]]>
http://www.oifuturo.org.br/wp-content/uploads/2015/05/DSC_0005.jpg