FUTURO

0207

As Mil e uma Noites em relatos de refugiados árabes

2 de julho de 2018

“As Mil e uma Noites” em uma versão contemporânea, em 33 sessões de teatro únicas, onde a cada noite Sherazade narra histórias do livro original, entrelaçadas com relatos atuais de refugiados árabes. Essa é a proposta da montagem da companhia carioca Teatro Voador Não Identificado, com direção de Leandro Romano e dramaturgia de Gabriela Giffoni e Luiz Antonio Ribeiro,  que fica em cartaz no Oi Futuro, de 29 de junho a 9 de setembro.

Apenas o prólogo se repete e faz um elo entre todas as apresentações: a trajetória da princesa para adiar a sua morte e enganar o rei. “Boa parte da pesquisa que temos feito no Teatro Voador Não Identificado (e que penso ser a chave do teatro contemporâneo) vai contra a noção de teatro como repetição. Nossos trabalhos procuram explorar, sempre que possível, a ideia de ‘apresentação única’, proporcionando para a plateia a vivência de uma experiência que não mais se repetirá”, explica o diretor.

Além das histórias do livro, a peça pretende aproximar Brasil e Síria por meio de cenas que discutem a Primavera Árabe e o cenário político brasileiro. O material utilizado para compor esta dramaturgia apresenta entrevistas com refugiados que vivem atualmente no Rio de Janeiro e que fazem parte de uma vídeo-instalação que ficará exposta no Centro Cultural Oi Futuro.

“Em tempos de disputas de narrativa, polarização ideológica e fake news, percebemos que não estamos tão distantes da crise da Síria quanto pensamos estar. Se no livro Sherazade tenta convencer o Rei a livrá-la da morte, no espetáculo ela desafia a plateia a encarar temas urgentes da sociedade contemporânea”, finaliza.

Serviço

Temporada: 29 de junho a 09 de setembro (Sexta a domingo, 20h)

Local: Oi Futuro Flamengo – Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo

Telefone: (21) 3131-3060

Capacidade: 62 lugares

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) | R$ 15,00 (meia)

Duração: 60 minutos

Gênero: Drama

Classificação indicativa: 16 anos