FUTURO

Pelo malo (2)

Cinema no Pátio exibe produção latino-americana e explora temas como preconceito, angústia na juventude e restrição econômica

7 de agosto de 2018

Mostra com filmes da Venezuela, Cuba e Paraguai, e três documentários brasileiros serão exibidos nas terças-feiras de 14 de agosto e 18 de setembro, no Cinema no Pátio, exibição de filmes ao ar livre no nosso Centro Cultural Oi Futuro, sempre às 19 horas.

Os filmes tratam de problemas comuns aos países da América Latina: “Pelo Malo”, produção venezuelana dirigida por Mariana Rondón, primeiro a ser exibido, aborda o preconceito. “Numa Escola de Havana”, do cubano Ernesto Daranas Serrano, enfoca as angústias da juventude, dia 21 de agosto. E as restrições de uma economia subdesenvolvida estão presentes no paraguaio “7 Caixas”, de Juan Carlos Maneglia e Tana Schémbori, em 28 de agosto.

A seleção de filmes brasileiros traz três documentários: “Geraldinos”, em 4 de setembro, é sobre os torcedores do setor de preços mais populares do Maracanã, eliminado na reforma do estádio para a Copa do Mundo no Brasil. “No intenso agora”, dia 11 de setembro, é uma reflexão sobre a política na década de 1960 a partir de filmes caseiros feitos pela mãe do diretor, João Moreira Salles. “Doméstica”, dia 18 de setembro, de Gabriel Mascaro, traz o olhar de jovens sobre o cotidiano de suas empregadas, filmado ao longo de uma semana.

Programação

14 de agosto,
“Pelo Malo”, de Mariana Rondón – Venezuela (2013) – 95 min
Junior é um menino de cabelo crespo, que preconceituosamente dizem ser ruim. Seu sonho é fazer alisamento para a foto do colégio e se parecer com um cantor.
Classificação etária: 14 anos

21 de agosto
“Numa Escola de Havana”, de Ernesto Daranas Serrano – Cuba (2014) – 108 min
O jovem Chala tem um comportamento problemático. A única pessoa que ele respeita é a professora, Carmela.
Classificação etária: 12 anos

28 de agosto
“7 Caixas”, de Juan Carlos Maneglia e Tana Schémbori – Paraguai (2012) – 105 min
Victor trabalha como porteiro em um mercado invadido pela pobreza e quer comprar um celular, mas não tem dinheiro.
Classificação etária: 14 anos

4 de setembro
“Geraldinos”, de Pedro Asbeg – Brasil (2016) – 63 min
Mostra as obras recentes e clássicos torcedores no estádio do Maracanã, construído para a primeira Copa no Brasil.
Classificação etária: 12 anos

11 de setembro
“No Intenso Agora”, de João Moreira Salles – Brasil (2017) – 127 min
Reflexão sobre os acontecimentos da década de 1960, como a revolta estudantil em Paris, a Primavera de Praga e as passeatas no Rio contra o regime militar.
Classificação etária: 14 anos

18 de setembro
“Doméstica”, de Gabriel Mascaro – Brasil (2013) – 75 min
Durante uma semana, sete jovens filmaram o cotidiano de suas empregadas domésticas.
Classificação etária: 12 anos

Serviço

Terças-feiras | Área externa | 19 horas | Entrada franca
Distribuição de senhas 30 minutos antes da sessão