FUTURO

_WhatsApp Image 2018-01-26 at 15.24.22

Confira os jogos criados pelo NAVE Rio no Global Game Jam 2018

30 de janeiro de 2018

Jam é um termo muito utilizado no mundo da música – especialmente no jazz – para caracterizar sessões de improviso, quando os músicos tocam sem ter ensaiado antes e sem saber o que virá. Trazendo isso para o universo dos games, o Global Game Jam é uma iniciativa internacional que une desenvolvedores em um final de semana para a criação de games com um tema a ser definido na hora – de improviso.

Como mais um reforço na série de eventos estratégicos que o NAVE Rio recebe, a escola sediou, de 26 a 28 de janeiro, o Global Game Jam 2018, que teve como tema “transmissão”. Alunos, ex-alunos e professores tiveram 48 horas para criar jogos inspirados nesse tema. No total, mais de 40 “jammers” desenvolveram seis jogos completamente diferentes uns dos outros, apesar do mesmo tema de inspiração. Esta edição também contou com um jogo criado em conjunto por professores do NAVE Rio e do NAVE Recife, o “zOids”.

Confira os jogos desenvolvidos pelos jovens do Nave Rio na edição de 2018:

dibra

DiBRA: Card game cooperativo e integrado com um dispositivo Android. Nele, duas equipes deverão descobrir quais ditados populares brasileiros estão presentes nas imagens.

 

fakenews

Fake News: Jogo de perguntas e respostas com a temática “fake news”. Você assume o papel de um redator de um jornal que deve verificar a veracidade das noticias usando o bom senso.

 

navegante

Navegante: Mantenha o equilíbrio em alto mar e navegue por uma experiência poética infantil.

 

 

postit

Post it: Você é um gerador e tem que dominar a zona nula antes de seus inimigos. Isso é possível com os fios e postes de luz da zona nula.

 

zoid

zOids: A luta pela vida já começa antes mesmo dela ser concebida! Você é um zOid e deve desviar de obstáculos (anticorpos e ácidos), empurrar seus oponentes para bem longe, sendo o primeiro a fecundar e prosperar.

 

zombe

Zom-Be: No jogo, o personagem é um zumbi que infecta pessoas pelo cenário ganhando ponto. Porém, há humanos que são desprotegidos mais fáceis de infectar e humanos que possuem armas para se defender.