FUTURO

nave-jam-2

ENTREVISTA COM HENRIQUE BRAULIO, REPRESENTANTE DO GRUPO VENCEDOR DO NAVE JAM 2013

24 de outubro de 2013

No mês de agosto, nos dias 23, 24 e 25 aconteceu o Nave Jam, evento inspirado no “Global Game Jam”, onde programadores e artistas se juntam para desenvolver jogos em 48h. No evento, participaram apenas os educandos do Nave Rio, que sugeriram temas e desenvolveram os jogos de casa.

O projeto vencedor foi desenvolvido por Gustavo Silva, Henrique Braulio, Hugo Renzi e Thauan Lopes, a partir do tema Mil Gatos, os educandos criaram o jogo “Sacred Wool”.

Tivemos uma conversa com o educando Henrique Braulio, representante do grupo vencedor:

 

Você sempre curtiu games?
Eu sempre gostei de coisas relacionadas a jogos. A minha escolha de vir pro Nave foi exatamente por isso. Já fazia projetos amadores e aí vi que no Nave eu teria oportunidade de apreender mais sobre programação, dar vida as coisas que eu gosto.

 

Como o NAVE te ajudou a criar esse?
Já participamos de algumas jams de programação antes. O legal foi que o colégio propôs a oportunidade de fazermos algo parecido aqui pra gente mostrar o nosso potencial de mercado. A proposta foi criar um jogo no período de 48 horas com um tema definido.

 

Qual foi o seu projeto?
O tema do nosso projeto era Mil Gatos . O processo inicial passou por uma brainstorm. Nela definimos como seria a criação e o que colocaríamos ou não nele. Nosso jogo é baseado num canário que rouba um novelo de lã dos gatos e eles ficam enfurecidos com isso e começam a persegui-lo. A gente acha que o ambiente dele ficou agradável para o jogador. Tentamos deixa-lo com elementos que incentivassem o jogador a continuar jogando.

 

Por que o NAVE é importante pra você?
O Nave é importante porque daqui a gente consegue levar uma bagagem sem comparação. Em termos técnicos é um dos mais completos do Brasil. Os cursos que nos temos aqui têm profissionais da área, o que é bom pra trazer uma experiência profissional pra gente. Eles passam os trabalhos num ambiente de empresa para que a gente possa se acostumar lá fora.

 

Você pretende seguir carreira na área de desenvolvimento?
Pretendo sim. Quero fazer mais cursos na área. Penso também em fazer ciências da computação . A ideia é me especializar mais e continuar seguindo nessa área, que me agrada muito.