FUTURO

mcallado-12

Marcelo Callado apresenta ‘Han Sollo’ no Oi Futuro Ipanema

3 de agosto de 2015

Em meados dos anos 1990, sem qualquer pretensão, Marcelo Callado, então baterista da banda Carne de Segunda, usou o tempo livre com os instrumentos dos amigos para a gravação do experimental “Meu Trabalho Han Sollo”, em fita k7,que não chegou a ser lançado. Hoje, com “Meu Trabalho Han Sollo vol II”, Callado se prepara para show no Oi Futuro Ipanema, como parte do projeto A.Nota.

Apesar do hiato em sua carreira solo,  o músico esteve ao lado de artistas como Caetano Veloso, Jorge Mautner, Arnaldo Antunes e Branco Mello. Destes, conta que tirou grande parte de suas influências.

“Você sempre aprende algo com as pessoas que acompanha. Talvez, neste disco, a banda que eu mais tenha ouvido tenha sido Titãs, acompanhei Branco e Arnaldo e já era fã desde garoto”, conta.

Apesar da influência, Callado deixa claro que não percebe conexões diretas entre “Han Sollo” e outras obras dos amigos músicos. A percepção única que as 14 faixas provocam se deve, em parte, ao ineditismo na sua carreira: É a primeira vez que ele toca guitarra e canta no palco.

“É um território que ainda não domino e vejo que escrevo de um jeito muito meu”, diz.

Apoiado pelos fãs, o compositor se apresenta apenas duas semanas depois do lançamento de seu primeiro disco, produzido por meio de financiamento coletivo – em plataforma que participa como sócio.

“Fazer as recompensas para quem me ajudou vai dar uma trabalheira, mas é um trabalho que vou adorar fazer. É muito gratificante fazer seu projeto com o apoio de quem realmente quer ouvir”.