FUTURO

Thevisit

NINA SIMONE E ORSON WELLES ESTÃO NA PROGRAMAÇÃO DO OI FUTURO NO É TUDO VERDADE 2015

8 de abril de 2015

  • De 13 a 19 de abril, festival de documentários terá sessões gratuitas no Oi Futuro em Ipanema
  • Festival terá novo filme de Lucia Murat, sobre a chegada da eletricidade, da televisão e de pastores evangélicos à tribo dos índios Kadiwéu
    • Evento com patrocínio da Oi e apoio cultural do Oi Futuro comemora 20 anos

 

Rio de Janeiro, 06 de abril de 2015 – O Oi Futuro apresenta de 13 a 19 de abril sua programação no É Tudo Verdade – 20º Festival Internacional de Documentários, com longas-metragens internacionais em sessões gratuitas (as senhas devem ser retiradas uma hora antes da sessão). O festival, que completa 20 anos e conta com o patrocínio da Oi e apoio cultural do Oi Futuro, é considerado o mais importante dedicado exclusivamente à produção não-ficcional na América Latina e é promovido simultaneamente no Rio e em São Paulo.

No Oi Futuro, o público poderá assistir a filmes em Competição Internacional, Programas Especiais e da Mostra Welles 100, que homenageia o centenário do cineasta Orson Welles. Do diretor americano criador de “Cidadão Kane”, o Oi Futuro exibirá versão restaurada “F for Fake – Verdades e Mentiras”, de 1973, um ensaio sobre o verdadeiro e o falso, a autoria e a arte, desenvolvido a partir de um perfil do mais famoso falsificador de pinturas do século 20, Elmyr de Hory (1905-1976).

A programação do Oi Futuro traz também o documentário “O que Houve, Senhorita Simone?”, sobre a vida da cantora Nina Simone. Com imagens de arquivo raras e inéditas, o longa de Liz Garbus foi aplaudido recentemente nos festivais de Berlim e Sundance. Outro longa-metragem que chega ao Oi Futuro com o aval de Sundance é “A Visita”, do dinamarquês Michael Madsen, sobre uma suposta chegada de alinenígenas à Terra. Há ainda a produção chilena “Hora do Chá”, de Maite Alberdi, premiado nos festivais de Guadalajara e de Miami.

Confira abaixo a programação completa.

Dia 13, segunda-feira

15h – Competição Internacional – Longas – “Seguindo Nazarín: O Eco de Uma Terra em Outra Terra” – Javier Espada – Espanha/México – 75min

17h – Welles, 100 – “F For Fake: Verdades e Mentiras” – Orson Welles – Alemanha, França, Irã – 90min

19h – Competição Internacional – Longas – “A Visita” – Michael Madsen – Dinamarca – 85min

 

Dia 14, terça-feira

15h – Competição Internacional – Longas – “Seus Pais Voltarão” – Pablo Martinez Pessi – Uruguai – 80min

17h – Competição Internacional – Longas -  “Pekka” – Alexander Oey – Holanda –

90min

19h – Competição Internacional – Longas – “O Que Houve, Senhorita Simone?” – Liz Garbus – EUA – 101min

 

Dia 15, quarta-feira
15h – Competição Internacional – Longas – “Chamas de Nitrato” – Mirko Stopar – Normandia, Argentina – 62min
17h- Competição Internacional – Longas – “O Conselho” – Yahya Alabdallah – Jordânia, Emirados Árabes – 80min
19h – Competição Internacional – Longas – “Chamada de Emergência – Um mistério de Assassinato” – Pekka Lehto – Finlândia – 83min

 

Dia 16, quinta-feira
15h – Competição Internacional – Longas – “Hora do Chá” – Maite Alberdi – Chile – 70min
16h15 - Competição Internacional – Longas – “Tempo Suspenso” – Natalia Bruschtein – México – 64min
17h30 - Programas Especiais – “Na Estrada com Sócrates” – Niko Apel / Ludi Boeken – França – 86min
19h30 - Debate O Globo (sessão e debate) / Cidadãoquatro / Citizenfour / Laura Poitras / Alemanha/ 114min
Mediação: Paulo Motta (editor-executivo do Globo) Convidados: José Casado (colunista do Globo) e Mac Margolis (colaborador da Bloomberg View), além do Amir Labaki (diretor do Festival)

 

Dia 17, sexta-feira
15h – Competição Internacional – Longas – “A França é a Nossa Pátria” – Rithy Panh – França – 75min
17h – Welles, 100 – “É Tudo Verdade – Baseado em um filme inacabado de Orson Welles” – Bill Khron, Richard Wilson, Myron Meisel – EUA – 89min
19h – Competição Internacional – Longas – “O Outro Homem: F.W. de Klerk e o Fim do Apartheid” – Nicolas Rossier – Estados Unidos – 75min

 

Dia 18, sábado

19h – Competição Internacional – Curtas 1

“Um Filme Perdido” – Eduardo Amaro – Portugal – 11min

“Se Mamãe Não Está Feliz, Ninguém Está” – Mea de Jong – Holanda – 25min

“Supercondomínio” – Teresa Szepiec – Polônia – 20min

“Urso” – Pascal Flörks – Alemanha – 9min

“#73” – Rekesh Shahbaz – Curdistão – 23min

 

Dia 19, domingo

19h – Competição Internacional – Curtas 2

“Dia da Vitória” – Aline Rudnitskaya – Rússia – 30min

“O Claustro” – Jay Rosenblatt – EUA – 16min

“A Ilha que Era” – Alberto Gambato – Itália  – 10min

“Morte Branca” – Roberto Collio – Chile – 17min

 

BOTAO

 

É Tudo Verdade

De 14 a 19 de abril | Teatro

Entrada franca, com distribuição de senhas uma hora antes de cada sessão

Confira a classificação etária no site www.etudoverdade.com.br