FUTURO

video_o_concavo_da_mao_757x426

O CÔNCAVO DA MÃO – TRANSPERFORMANCE DE ADRIANA BARRETO

16 de maio de 2012

Adriana Barreto é uma artista plástica brasileira que Tem uma forma muito própria, subtil e misteriosa de transmitir uma energia positiva e uma sensibilidade envolvente num universo em que se cruzam passado e futuro do qual resulta uma recriação peculiar do tempo presente.

Sua trajetória revela a sua poética: uma investigação constante que abrange categorias e meios diversos (pintura, escultura, performance, dança, coreografia, vídeo, fotografia etc.). Contudo, não se trata de uma investigação formal, senão, espaçotemporal, tendo em vista o permanente estado de devir de suas obras: seus objetos escultóricos se mantêm em um ponto específico de equilíbrio sugerindo os possíveis percursos de suas quedas; as linhas de suas pinturas vibram e se multiplicam no espaço pictórico ressonado noutras, quase invisíveis, que se confundem com a materialidade da fatura; seus vídeos são ações performáticas, assim como suas fotografias que, juntas, criam uma coreografia das mãos da artista.

A estrutura espaçotemporal de suas obras deve, em muito, à experiência da artista com a dança e com a coreografia.

A artista inaugura dia 17 de Maio na Fundação Portuguesa das Comunicações | Museu das Comunicações a exposição  AGORA SIM.

Nesta exposição Adriana apresenta um conjunto  de trabalhos que abordam o conceito de “espaço-forma” denominado por ela como “côncavo da mão”, lugar de criação de volumes esféricos que traduzem a sintonia fina do corpo com as coisas externas a ele, e o “menor ponto para o corpo”, que é aquele ocupado pela bailarina quando esta está na ponta de um pé. Tanto o “côncavo da mão” quanto o “menor espaço para o corpo” são sugestões da artista em relação à construção e ocupação do mundo.

E o Oi Futuro Flamengo transmitirá em tempo real a performance “O côncavo da mão”, que acontecerá na inuaguração da exposição, às 14h (horário de Brasília), no nível 8 do Museu.