FUTURO

073_757x426

OI FUTURO APRESENTA A EXPOSIÇÃO RUMOR, INTEGRADA AO ESPETÁCULO NADA

15 de junho de 2012

Quatro mil recipientes de vidro de formatos e tamanhos diversos compõem a instalação artística  RUMOR, que foi inaugurada para visitação na quarta-feira (13), no Oi Futuro do Flamengo.

A obra foi criada como cenário do espetáculo NADA, dos diretores Adriano e Fernando Guimarães, em cartaz atualmente no centro cultural do Flamengo. O visual do teatro fez tanto sucesso entre  os espectadores da peça que os diretores resolveram abri-lo para visitação do público fora das sessões, de terça a sábado. A obra é assinada pelos irmãos Guimarães e o cenógrafo Ismael Monticelli.

O espetáculo  NADA, em temporada no Rio até 24 de junho, é inspirado na poesia de Manoel de Barros (Cuiabá, 1916) e tem patrocínio da Oi e apoio cultural do Oi Futuro. Na peça, uma família do interior comemora o aniversário de 80 anos do avô (Lafayette Galvão). Em volta dele, estão Lourival, o pai acolhedor (Adriano Garib); Maria Olga, a mãe, responsável pela ordem da casa (Miwa Yanagizawa); Adaíla, a tia (Liliane Rovaris), de ar aéreo e sofrendo de falta de memória;  Tereza, a doce sobrinha órfã  (Camila Márdila); e Cícero (Rodrigo Lélis), um tipo simplório que serve à família. No meio da festa, chega

Ana, a filha (Marília Simões), que retorna à casa depois de sete anos de ausência, usando um vestido de noiva.

Na montagem dos irmãos Guimarães, o público, ao mesmo tempo em que assiste a encenação, participa dela como se fossem convidados. Em clima de bate papo em família, histórias, versos extraídos da obra de Manoel de Barros vêm à baila. O Manoel de  Exercícios de Ser Criança, Poemas Rupestres  e Livro de Pré-Coisas  se funde a fragmentos de outros trabalhos do autor,  enquanto são servidos bolos, sucos, cafezinhos e pães de queijo para os espectadores, durante hora e meia que dura a festa.