FUTURO

palestra

OIR – OUTRAS IDEIAS PARA O RIO

4 de setembro de 2012

A partir do mês de setembro de 2012, se instala no Rio de Janeiro o OiR, um projeto que promove intervenções de artistas nacionais e internacionais.

O evento acontece de dois em dois anos, até 2016, com artistas interferindo em locais emblemáticos da paisagem urbana da cidade.

As obras desta primeira etapa levam a assinatura dos ingleses Andy Goldsworthy (Cais do Porto) e Brian Eno (Arcos da Lapa), do espanhol Jaume Plensa (Enseada de Botafogo), do americano Robert Morris (Cinelândia), do japonês Ryoji Ikeda (Arpoador) e do brasileiro Henrique Oliveira (Parque Madureira).

Para o curador Marcello Dantas, “A arte pública valoriza o espaço urbano e torna as cidades mais agradáveis ao promover a comunhão entre obra de arte e paisagem, além de despertar o orgulho das pessoas que nelas vivem”

A programação inclui ainda palestras com artistas do projeto, sediadas no Oi Futuro Ipanema, recebendo primeiramente o espanhol Jaume Plensa e o japonês Ryoji Ikeda.

O evento tem patrocínio do banco HSBC, da Oi, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e apoio cultural do Oi Futuro e do Ministério da Cultura (MinC).

PALESTRA DE JAUME PLENSA

DATA: 5 de setembro

HORÁRIO: 19h30

LOCAL: Oi Futuro (Rua Visconde de Pirajá, 54 – Ipanema)

Entrada Franca (as senhas serão distribuídas 30 minutos antes)

Jaume Plensa construiu uma reputação internacional através de suas peças monumentais de arte pública, como a Crown Fountain de Chicago, que virou símbolo da cidade.

Awilda, uma cabeça flutuante de 12 metros de altura, criada especialmente para a OiR, será hospedada nas águas da Enseada de Botafogo e fica em cartaz até o dia 2 de novembro.

PALESTRA DE RYOJI IKEDA

DATA: 8 de setembro

HORÁRIO: 11h

LOCAL: Oi Futuro (Rua Visconde de Pirajá, 54 – Ipanema)

Entrada Franca (as senhas serão distribuídas 30 minutos antes)

Ryoiji Ikeda lida com as características essenciais do som, manipuladas em concertos, gravações, publicações e instalações.

Para o OiR, o artista promoverá um espetáculo audiovisual na Praia do Diabo, no Arpoador:  um sistema de projeção suspenso por uma torre de cerca de 15 metros de altura transformará as areias do local numa grande tela durante três noites consecutivas, de 7 a 9 de setembro.