FUTURO

^5EA2EAC0903912972E133E77BBC1F531379ACA45124C73E68F^pimgpsh_fullsize_distr

PROGRAMAÇÃO 2015 DOS CENTROS CULTURAIS COMEMORATIVA DOS 10 ANOS DE ATIVIDADE NO FLAMENGO

24 de fevereiro de 2015

· Parceria das irmãs Beatriz e Márcia Milhazes e primeira individual da finlandesa Eija-Liisa Ahtila no Brasil estão entre os projetos selecionados

· Programação 2015 inclui projetos nacionais e internacionais de artes visuais, teatro, música, dança, intermídia, audiovisual e pensamento

Rio de Janeiro, 23 de fevereiro de 2015 – O Oi Futuro divulga nesta segunda, 23 de fevereiro, a programação 2015 dos seus centros culturais do Rio de Janeiro, marcando a comemoração dos 10 anos de seu espaço no Flamengo. Os projetos são selecionados por meio do Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados, incluindo atrações de artes visuais, teatro, música, dança, intermídia, audiovisual e pensamento.

“A programação especial, comemorativa dos 10 anos de atividades no Flamengo, combina projetos inovadores e inéditos no campo da arte, tecnologia e ciência a atrações já consagradas, como Multiplicidade, Novas Frequências e Visões Periféricas, que são sucesso de público do Oi Futuro. É uma programação na medida para celebrar nossa história e nossa atuação na democratização do acesso à cultura”, diz Roberto Guimarães, gestor de Cultura do Oi Futuro, instituto de responsabilidade social da Oi.

A grade de programação será composta por 30 projetos selecionados por meio do edital 2014/2015, que serão somados a propostas integrantes do edital do ano anterior que ainda não foram realizados. Entre os destaques estão a Ocupação Artística Márcia Milhazes Cia de Dança, com instalação e obras de Beatriz Milhazes, e o projeto (+)|Performances, que pretende trazer ao Rio grandes nomes internacionais e nacionais da arte performática, tais como Yoko Ono, Felipe Ehrenberg e Marta Minujin. A lista completa dos selecionados de 2015 está no site www.oifuturo.org.br

Desde a primeira edição do edital de patrocínios da Oi, a seleção é orientada para estimular novas linguagens artísticas, apoiando criações que promovam o cruzamento entre arte, ciência e tecnologia e a convergência de meios, e valorizar projetos mobilizadores de público e que fomentem a formação de plateias, dialogando especialmente com o público jovem.

Programação de aniversário

A programação comemorativa será aberta dia 12 de março com a estreia do espetáculo “Krum”, com Renata Sorrah e o diretor Marcio Abreu, em mais uma parceria da Cia. brasileira de Teatro e atriz, e exposição da artista finlandesa Eija-Liisa Ahtila, em sua primeira individual no Brasil, que ocupará todo o Oi Futuro no Flamengo a partir de abril. A programação especial vai até maio de 2016, e terá também exposições de Daniel Senise, Arthur Omar e outros.

Entre as novidades das artes cênicas estão ainda os espetáculos “Buscado”, estrelado por Othon Bastos, com texto de Agustina Gatto, revelação da dramaturgia argentina contemporânea, em uma montagem que mistura teatro, cinema e videomapping; e “2.500 por hora”, sob a direção de Moacir Chaves, uma colagem inédita de textos de Pirandello, Tchekhov, Molière, Shakespeare e outros. Na categoria pensamento, o destaque é o Ciclo O Ato Criador, que abre em abril com conferência do antropólogo argentino Néstor García Canclini, um dos maiores pensadores contemporâneos da pós-modernidade.

O público infantil também foi contemplado no edital de programação, com destaque para os espetáculos “Todo vagabundo tem seu dia de glória”, uma releitura pop do clássico “A megera domada”, de William Shakespeare; “A lenda do vale da lua”, clássico da dramaturgia infantil de língua portuguesa em sua primeira montagem dirigida pelo próprio autor, João das Neves, que completa 80 anos; e “Forró Miudinho”, que apresenta aos pequenos a riqueza desse ritmo brasileiro e o trabalho de artistas como Dominguinhos e Luiz Gonzaga.

Na música, a novidade fica por conta do projeto Bahia Session, que vai trazer ao Rio apresentações de artistas da nova cena independente baiana; e a segunda edição do festival RC4, que lotou o Oi Futuro recentemente com nomes de vanguarda da música clássica e eletrônica. A seleção 2015 também inclui projetos já consagrados pelo público do Oi Futuro, como Festival Novas Frequências, Multiplicidade, File Games, Levada, Mostra Live Cinema, Visões Periféricas, A.Nota, Trampolim, Palavras Cruzadas e outros.

10 anos de Oi Futuro no Flamengo

Aberto ao público em maio de 2005, o Oi Futuro no Flamengo fica no endereço ocupado por muitos anos pelo Museu do Telephone, onde, anteriormente, funcionou a Estação Telefônica Beira-Mar, inaugurada em 1918. O centro cultural tem projeto arquitetônico premiado em concurso nacional promovido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil – RJ e, com suas linhas arrojadas, destaca-se na paisagem do bairro, fazendo conviver o presente, o passado e o futuro.
omovido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil – RJ e, com suas linhas arrojadas, destaca-se na paisagem do bairro, fazendo conviver o presente, o passado e o futuro.

Com curadorias próprias, o Oi Futuro aposta no fomento e na disseminação de novas linguagens artísticas. O centro cultural dispõe de condições técnicas que possibilitam a constante experimentação, potencializando a convergência entre a arte, a ciência e a tecnologia. A própria arquitetura, com galerias expositivas flexíveis e um teatro multiuso, admite várias configurações palco-plateia, estimula a investigação artística e a interação dos visitantes com o espaço.