FUTURO

espetacull

PROJETO DE TEATRO ACESSÍVEL DA ESCOLA DE GENTE RECEBE RECONHECIMENTO INTERNACIONAL

27 de fevereiro de 2014

Uma acirrada seleção internacional elegeu o trabalho realizado pelo grupo teatral Os Inclusos e os Sisos, projeto de arte e transformação social da ONG Escola de Gente, como um dos mais inovadores do mundo. A escolha, baseada no pioneirismo e no trabalho de mais de 10 anos da organização pela disseminação de políticas públicas inclusivas nas áreas de Comunicação, Cultura, Educação, Direitos Humanos e Juventude,  foi feita pelo programa Zero Project Innovative Practices, da organização austríaca Essl Foundation, que em parceria com o World Future Council e o Bank Austria, reúne e cataloga a mais completa coleção de experiências  exitosas pela garantia de direitos de pessoas com deficiência.  A estratégia da Fundação é contribuir para a implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da ONU. Na edição 2014, o tema do Zero Project é “Acessibilidade como um direito humano”. Mais de 500 especialistas internacionais avaliaram mais de 400 projetos de 58 países e o da Escola de Gente ficou entre os 45 selecionados, que serão homenageados e premiados durante Zero Project Conference 2014, que será realizada em fevereiro do ano que vem, em Viena, na Áustria. Fundadora da Escola de Gente e pioneira como escritora e ativista na disseminação do conceito de sociedade inclusiva no Brasil e nos demais países da América Latina desde 1992, Claudia Werneck, será uma das conferencistas.

O projeto “Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade”foi iniciado em 2003 pela atriz Tatá Werneck, que mobilizou outros estudantes da Faculdade de Artes Cênicas da UniRio. Juntos, aceitaram o desafio de colocar o teatro, especialmente o humor, a serviço de temas como inclusão, acessibilidade, diversidade e direitos. Desde a criação do grupo até hoje, mais de 60 mil pessoas com e sem deficiência já assistiram aos espetáculos teatrais gratuitos  e acessíveis em todo o Brasil. Em 2011, a Escola de Gente idealizou a campanha “Teatro Acessível. Arte, Prazer e Direitos”, com o objetivo de garantir mais autonomia e participação de pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e baixo letramento, entre outras condições, na vida cultural de suas cidades. Em 2013, por sua exemplaridade, a campanha foi incorporada como ação e conteúdo de política pública pelo Ministério da Cultura, através da ação da secretária de Cidadania, Diversidade e Cultura Márcia Rollemberg. A partir de requerimento do deputado federal Jean Wyllys, a Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados, presidida pela deputada Jandira Feghali, aprovou por unanimidade a criação do dia temático nacional  “Teatro Acessível. Arte, Prazer e Direitos”,  comemorado  pela primeira vez em 19 de setembro deste ano. A data foi instituída e assinada pelo executivo e legislativo em audiência pública proposta pela Escola de Gente e realizada na Câmara dos Deputados e o projeto de Lei 6139/13 já tramita no Congresso Nacional.

Escola de Gente - Na última década, a Escola de Gente trabalha para que as políticas públicas se tornem inclusivas, ou seja, que garantam direitos humanos também para quem tem deficiência e vive na pobreza, especialmente crianças, adolescentes e jovens. A participação em conselhos, produção e disseminação de marcos teóricos e metodologias próprias, formação de juventudes em mídias acessíveis em universidades, comunidades e favelas, criação de indicadores, consultorias e distintas ações na área da cultura são papéis desempenhados pela Escola de Gente. Desde a sua fundação, em 2002, a ONG  já sensibilizou mais de 400 mil pessoas de 16 países das Américas, África, Oceania e Europa, além de contar com parceiros/as da sociedade civil, governos, Ministério Público da União, conselhos de direitos, cooperação internacional e empresas. Por sua atuação, a Escola de Gente recebeu 21 reconhecimentos nacionais e internacionais, como o “Prêmio Direitos Humanos 2011” da Presidência da República na categoria “Direitos de Pessoas com Deficiência”. É a mais alta condecoração do Estado brasileiro na área dos Direitos Humanos.

 

 

Mais informações:

Trevo Efervescência Comunicativa

Sylvia Lima (Sylvia.lima@trevocomunicativa.com.br)

Tel: 21 25446203 / 21 99959 3929