FUTURO

GRACIELA_02 FINAL

SERVIÇO DE ACESSIBILIDADE TOTAL

17 de abril de 2014

TEATRO OI FUTURO TERÁ PROGRAMAÇÃO ESPECIAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
Por: Liliane Pelegrini – Bendita – Conteúdo & Imagem

 

Teatro para ver mesmo sem enxergar, para ouvir mesmo sem escutar. Belo Horizonte recebe a partir de abril o projeto Acessibilidade no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna, que tem como objetivo incluir pessoas com deficiência auditiva, visual (cegos e pessoas com baixa visão), intelectual, com síndrome de Down, autistas e disléxicos na programação teatral da idade.

Até agosto, uma vez por mês, um dos espetáculos que cumprem temporada no Oi Futuro em Belo Horizonte será adaptado com os recursos de acessibilidade, sem que o público tenha que pagar a mais por isso. A estreia acontece dia 13 de abril, às 19h, com a peça “A Primeira Vista”, de Daniel MacIvor, com Drica Moraes e Mariana Lima e direção de Enrique Diaz, que narra a amizade ao mesmo tempo divertida e comovente entre duas mulheres. O espetáculo já foi visto por mais de 50 mil pessoas em diversas cidades do Brasil e também em Portugal, e foi indicado a importantes prêmios teatrais.

Os profissionais da Lavoro Produções, empresa pioneira na criação de projetos culturais com acessibilidade por meio de recursos como a audiodescrição, legendas em closed caption e Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) estudaram a peça, identificando nuances, detalhes e entonações, a fim de proporcionar ao espectador com deficiência uma apreciação completa da montagem. “Entramos na programação já existente no teatro para proporcionar às pessoas com deficiência melhor acesso à vida cultural da cidade”, explica a coordenadora da Lavoro Produções, Lara Pozzobon, que idealizou o projeto junto com a especialista em audiodescrição Graciela Pozzobon.

“O Oi Futuro tem um posicionamento pioneiro no Brasil na promoção da acessibilidade à cultura de pessoas com deficiência, seja apoiando projetos que atendem a esse público, seja investindo na acessibilidade arquitetônica e informativa de seus centros culturais”, afirma o Diretor de Cultura do Oi Futuro, Roberto Guimarães. “Agora iniciamos o projeto Acessibilidade no Teatro Klauss Vianna, em Belo Horizonte, que ainda este mês também estará no Rio de Janeiro, no Oi Futuro Flamengo, reafirmando a vocação do instituto de responsabilidade social da Oi para a democratização do acesso à cultura e à valorização da diversidade”, completa o Diretor.

 

OFICINA DE AUDIODESCRIÇÃO

Além da apresentação, em abril, a Lavoro Produções também promove uma oficina de audiodescrição, que permite a pessoas com deficiência visual frequentar, assistir e compreender filmes, programas de televisão, peças de teatro, espetáculos de dança, eventos culturais e esportivos, entre outras manifestações. A oficina, que é gratuita, será realizada entre os dias 8 e 11 de abril, também no Oi Futuro, com carga horária de 12 horas, divididas em quatro encontros. As aulas serão ministradas pelo professor Rodrigo De Bonis, com coordenação da professora orientadora Graciela Pozzobon.

“A produção de recursos de acessibilidade é uma prática nova no Brasil e no mundo, e por isso precisa que pessoas sensíveis se aproximem. A audiodescrição é uma técnica muito interessante de se trabalhar e normalmente quem conhece não quer parar. Há um mercado de trabalho que se abre aos poucos e como existem poucas iniciativas que disponibilizam o recurso, há muito a ser feito. Em qualquer lugar há uma pessoa com deficiência visual querendo ser incluída plenamente nas manifestações culturais. Na oficina, nós apresentaremos a técnica, demonstraremos produtos audiodescritos e os participantes poderão tem uma noção bem clara de como é feita a audiodescrição”, explica a professora coordenadora Graciela Pozzobon.

 

Público alvo preferencial: estudantes ou profissionais de comunicação, pedagogia, letras, artes cênicas, cinema e afins.
Carga horária: 12 horas. Número de encontros: 4.
Datas: De 8 a 11 de abril, das 10h às 13h. GRATUITA.
Local: Oi Futuro Belo Horizonte – Sala Multiespaço – Av. Afonso Pena, 4001.
Professor: Rodrigo De Bonis. Coordenação: Graciela Pozzobon da Costa
Produção: Lavoro Produções Artísticas

INSCRIÇÕES: Dados pessoas e currículo resumido devem ser enviados para inscricoes@audiodescricao.com.br.
Caso o número de inscritos exceda o número de vagas (30 pessoas), será feita uma seleção baseado nos currículos.
Informações para o público: (21) 2235-5255 (atendimento das 13h às 18h)
SERVIÇO

 

“A PRIMEIRA VISTA” – Sessão Acessibilidade no Teatro

Classificação: 14 anos
Duração: 80 minutos
Data: 13 de abril, domingo, às 19h
Local: Teatro Oi Futuro Klaus Vianna, Avenida Afonso Pena, 4001, Mangabeiras
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada conforme a lei)
Informações para o público: (31) 3229-2979
Fonte: Comunicação Corporativa
Colaboração de Jéssica Costa